05 - Seleção de Jorge de Lima

Poemas Brasileiros

Grandes Poemas Brasileiros
Aula 05 - 18.03.2013

Grupo de Literatura Landmark
 
Discussão e comentários acerca de dois poemas de Jorge de Lima:

A OUTRA DOR
(Excedente de A Túnica Inconsúltil)

A dor comum
Tem muito gesto vão,
muito cenário,
muito grito,
muito queixume,
muito medo, muito.
O homem fica pequeno,
o homem clama por pão
como quem clama pela salvação.

— Quero alimento,
quero morfina,
quero carne
para comer,
para me esfregar.

Mas um grito da Outra Dor
quando reboa,
o ar fica parado,
as águias fogem,
as cortinas do templo
se estraçalham:
Deus sopra o hálito da renovação.

A VOZ ACIMA DAS PORTAS
(Tempo e Eternidade)

As portas eram imensas.
O bobo bateu: as portas se abriram.
Os reis entraram, os reis saíram.
As portas se fecharam,
as portas se abriram.
A menina branquinha bateu com uma flor,
as portas se abriram:
os dias passavam
as noites chegavam
as portas se abriam,
abriam, fechavam.
Os ventos violentos
as portas abriam,
abriam e fechavam.
O Último chegou:
as portas rangeram,
os gonzos gemeram,
o oceano passou,
os séculos passaram,
tudo passou.
E essa voz donde é que vem?
— É de cima que a voz vem.

Material deste curso: Acesse

 

You need Flash Player 9 or later installed to play this streamingvideo
You need Flash Player 9 or later installed to play this streamingvideo

DOWNLOAD

Vídeo

Áudio